Seja bem-vindo
Maceió,25/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Governo de Alagoas intensifica ações para o fortalecimento do Cooperativismo

tvalagoas.com.br
Governo de Alagoas intensifica ações para o fortalecimento do Cooperativismo

O Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado anualmente no primeiro sábado do mês de julho e, em 2024, comemorado no último sábado (6), marca o importante papel que o segmento tem no desenvolvimento econômico e social. Com atuação em diversos setores, serviço, agropecuário, crédito, saúde, transportes, trabalho e imobiliário, de acordo com dados da Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal), existem 399 cooperativas com registro ativo em Alagoas. Somente neste ano, foram abertas 19 cooperativas no estado.

Publicidade
Para celebrar a data e apresentar um panorama das ações em andamento, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Sedics), por meio da Secretaria Executiva do Cooperativismo, Associativismo e Economia Solidária, realiza o Encontro do Cooperativismo Alagoano (Encoopal) na próxima segunda-feira (8), no Salão Aqualtune, no Palácio República dos Palmares.

O evento, realizado em parceria com a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e da Economia Solidária de Alagoas (Unicafes-AL), reúne mais de 200 cooperativas e contará com palestras, painéis, mesa de debate e lançamento de livros com temáticas direcionadas ao setor. Entres os temas do ENCOOPAL 2024, estarão a intercooperação e os case de sucesso do setor.

De acordo com o secretário Executivo do Cooperativismo, Adalberon Sá Júnior, o foco do evento é fortalecer o papel do Cooperativismo no Estado.

“O cooperativismo em Alagoas é modelo para o Brasil por possuir uma política bem definida de fortalecimento aos gargalos econômicos e sociais por meio do cooperativismo. Com o ENCOOPAL teremos, por mais um ano, momento para pactuar o compromisso em acelerar o desenvolvimento econômico e social do nosso estado”.

Conquistas

Protagonista no governo Paulo Dantas, em 2024, o Cooperativismo vem consolidando seu papel em diferentes áreas. Uma das conquistas foi o curso de pós-graduação Gestão de Cooperativas.

Em parceria com a Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), o curso busca desenvolver uma visão estratégica e fomentar um posicionamento crítico sobre a gestão de cooperativas.

Também foram lançados os cursos Gestão de Empreendimentos Econômicos Solidários e Agente de Desenvolvimento Cooperativista Solidário, que fazem parte do Programa Manuel Querino de Qualificação Social e Profissional do Ministério do Trabalho e Emprego e acontecem em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), na modalidade presencial.

Para a secretária Alice Beltrão investir em capacitação fortalece o trabalho que vem sendo desenvolvido com as cooperativas alagoanas. “O cooperativismo é uma ferramenta de desenvolvimento econômico e social. Uma das grandes formas de geração de renda e inclusão, além de um poderoso instrumento de educação e de superação de desafios individuais e coletivos”.

Outra conquista para o segmento no estado é a isenção das taxas para processos empresariais de cooperativas. Alagoas é o único do Nordeste que não faz a cobrança.

Por meio de uma política voltada para o cooperativismo, o estado faz parte do grupo de apenas duas unidades federativas no país que isentam de valores os processos de abertura, alteração e baixa empresarial, além de outros arquivamentos.

Também faz parte do trabalho de fortalecimento do segmento a promoção dos produtos da agricultura familiar. Nesse sentido, em parceria com as secretarias de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação e Agricultura e Pecuária, a Sedics esteve no Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca para avaliar as condições físicas, estruturais e administrativas do instrumento e ainda debater melhorias junto com a equipe da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), responsável pela gestão do Polo.

Audiências Públicas

Outra iniciativa da Sedics, por meio da Secretaria Executiva do Cooperativismo, Associativismo e Economia Solidária e em parceria com a secretaria de Estado da Educação, realizou audiências públicas para debater a chamada pública para alimentação escolar.

As audiências, que aconteceram em Arapiraca e Santana do Ipanema, buscaram promover uma escuta com representantes da agricultura familiar, para esclarecer o processo de participação nos editais de chamamento público da agricultura familiar para alimentação escolar da Rede Estadual de Ensino.

Com ações em todas as vertentes, o Governo do Estado busca aumentar a presença das cooperativas, melhorando a produtividade e a rentabilidade dos cooperados.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.